Lionel Messi apontou o caminho da vitória aos albicelestes, com mais uma boa exibição e a iniciativa de inaugurar o marcador aos 26 minutos. Só na segunda parte, a equipa da casa conseguiu ampliar a vantagem: Tevez, aos 47, assinou o segundo, Maxi Rodriguez fez o terceiro aos 51 e, por fim, «Kun» Aguero fechou a contagem aos 73 minutos.

Di María, atacante do Benfica, foi suplente utilizado, entrando a 15 minutos do fim. Lucho e Lisandro Lopez, do F.C. Porto, também foram chamados por Maradona, mas nem sequer passaram pelo banco.

A Argentina ascendeu, provisoriamente, ao segundo lugar do apuramento, com 19 pontos, atrás do Paraguai, que lidera com 23, mas perdeu 2-0 na deslocação ao Uruguai.