Num jogo sem grande história, a seleção das Pampas cedo mostrou a sua superioridade sobre o último classificado da zona sul-americana de apuramento.

Lionel Messi bisou, com dois golos de penálti, aos 12 e aos 52 minutos, tornando-se o segundo melhor marcador de sempre pelo seu país, com 37 golos, atrás de Gabriel Batistuta, que tem 56.

Os outros três golos foram assinados por Kun Agüero, aos 32, Di María, aos 52, e Maxi Rodríguez, aos 90. O Paraguai ainda chegou a empatar a uma bola, por intermédio de José Nuñez, à passagem do 18º minuto. Roque Santa Cruz reduziu para 4-2 perto do fim.

O selecionador paraguaio Victor Genes fez entrar o benfiquista Jorge Rojas aos 55 minutos.

A Argentina assumiu a liderança da zona de apuramento, beneficiando da derrota da Colômbia no Uruguai. Tem 29 pontos, mais três do que os «Los Cafeteros». O Chile tem 24, Equador e Uruguai 22. Segue-se a Venezuela com 19, o Peru com 14, e Bolívia e Paraguai, com 11.