O jogo mais procurado é, como se esperava, a final, a ser disputada no Maracanã, a 13 de julho.

Apesar de o estádio ter capacidade para 79.185 adeptos, foram já pedidos quase 500 mil ingressos.

Valcke acrescentou ainda que o país com maior número de solicitações é a Alemanha, com oito milhões, à frente do próprio Brasil, país organizador, que aparece em segundo.

A primeira fase de vendas, que começou a 20 de agosto, vai até 10 de outubro e apenas permitirá que os adeptos se inscrevam para concorrer aos ingressos.

Na mesma carta, Valcke fez um balanço da última visita ao Brasil, em agosto, quando passou por São Paulo, Manaus e Curitiba.

Sobre o Mundial de 2014, o secretário-geral da FIFA afirmou que a entidade não se preocupará apenas com a construção dos estádios. «Uma competição das proporções de uma Copa do Mundo da FIFA não pode ser organizada apenas com estádios. Para assegurar que as torcidas, as seleções e a imprensa possam viver uma ótima experiência, são necessários transporte público, aeroportos e acomodações», apontou.

«Para a FIFA, também é importante garantir que os impactos sobre o meio ambiente da realização de um grande evento sejam reduzidos ao mínimo, e que os benefícios socioeconômicos sejam elevados ao máximo».