A Federação Cipriota de Futebol disse num comunicado, esta quinta-feira, ter chegado a um «acordo amigável» para a saída imediata do grego. Depois de ter assinado a meio de 2011, Nioplias sai do comando do Chipre dois meses mais cedo do que se esperava.

A saída acontece depois da derrota por duas bolas a zero frente à Eslovénia, na passada terça-feira em Nicósia. Um treinador interino ficará encarregue da equipa até ao final da fase de grupos.