Há três anos, Vladimir Putin falou de um orçamento na ordem dos 10 mil milhões de euros para a organização do Mundial 2018. Agora, as previsões apostam para gastos a rondar os 21 mil milhões.
O ministro dos Desportos da Rússia, Vilati Moutko, reconheceu que será necessário um maior esforço financeiro. No final de 2012, a fasquia já estava nos 15,5 mil milhões de euros.
«Será preciso um financiamento suplementar de 250 mil milhões de rublos [5,8 mil milhões de euros]», disse o ministro à agência noticiosa Ria Novosti, segundo as declarações reproduzidas pela Agência Lusa.