Como assim já passou uma semana? É uma questão que certamente passa pela cabeça de muitos dos espetadores fiéis do Mundial 2018.

Ao oitavo dia de Campeonato do Mundo há várias equipas que vão tentar evitar ficar praticamente arredadas da fase seguinte ao cabo dois jogos. A primeira equipa a tentar fazê-lo será a Austrália diante da Dinamarca, logo às 13h00. Pouco depois, às 16h00 será o Peru a entrar em campo para manter vivo o sonho da qualificação frente à França. 

As contas do grupo C são fáceis de fazer. Peru e Austrália ficam eliminadas em caso de derrota.

O dia termina com um interessante embate entre Argentina e Croácia. Será o jogo da redenção de Messi e companhia?

Siga todos os jogos EM DIRETO no Maisfutebol

Os perfis dos 736 jogadores

Calendário e resultados do Mundial

Dinamarca-Austrália (Grupo C)

13h00, RTP1 e SportTV1

Samara Arena, Samara

Árbitro: Mateu Lahoz (Espanha)

A vitória mentirosa dos dinamarqueses frente ao Peru, teórico concorrente pelo segundo lugar, abriu-lhes boas perspectivas para seguir em frente. Caso os nórdicos triunfem diante da Austrália e a França vencer o Peru a passagem à fase a eliminar fica automaticamente garantida.

Por sua vez, a Austrália está numa situação semelhante: precisa de pontuar, de preferência vencer e esperar que o Peru roube pontos aos gauleses. Caso perca, apenas uma vitória do Peru pode alimentar as esperanças dos «socceroos». 

No que a confrontos diz respeito, este será o quarto confronto entre as duas nações, o primeiro em jogos oficiais. Vantagem da Dinamarca que venceu dois e apenas perdeu um.

Saiba mais sobre Dinamarca e Austrália

EQUIPAS PROVÁVEIS:

Dinamarca: Schmeichel, Dalsgaard, Kjaer, Christensen e Larsen; Schone, Eriksen e Delaney; Sisto, Jorgensen e Poulsen.

Austrália: Ryan, Risdon, Milligan, Sainsbury, Behich; Mooy, Jedinak, Leckie, Rogic e Kruse; Nabbout.

França-Peru (Grupo C)

16h00, SIC e SportTV1

Ekaterinburg Arena, Ekaterinburg

Árbitro: Mohammed Abdulla Hassan (Emirados Árabes Unidos)

Um cenário exatamente igual ao Dinamarca-Austrália. Uma vitória atira os franceses para os oitavos de final, se os dinamarqueses venceram o duelo com o representante da Oceânia. Peru e Austrália ficam arredados da fase seguinte.

Por sua vez, os sul-americanos têm de pontuar para se manterem vivos em prova e adiarem a decisão da passagem à ronda seguinte na terceira jornada, independentemente do resultado da Austrália.

Será o primeiro duelo entre as duas seleções.

Saiba mais sobre França e Peru

EQUIPAS PROVÁVEIS:

França: Lloris, Pavard, Varane, Umtiti e Lucas; Kanté, Tolisso e Pogba; Griezmann, Mbappé e Giroud.

Peru: Gallese, Advíncula, Ramos, Alberto Rodríguez e Trauco; Yotún, Tapia e Cueva; Carrillo, Farfán e Guerrero.

Argentina-Croácia (Grupo D)

19h00, SportTV

Estádio Nizhny Novgorod, em Nizhny Novgorod

Árbitro: Ravshan Irmatov (Uzbequistão) 

A primeira jornada - empate com a Islândia - deixou dúvidas acerca das hipóteses da Argentina em repetir as conquistas de 1978 e 1986. Pela frente a equipa de Sampaoli terá a Croácia, líder isolada do grupo, um osso duro de roer. 

Se conquistarem os três pontos os croatas ficam a um ponto da qualificação, caso haja uma vitória no jogo entre Islândia e Nigéria. Caso islandeses e nigerianos empatem, a seleção dos Balcãs sela a qualificação para os oitavos de final.

A situação da Argentina é diferente. Seja qual for o resultado no final da partida, os argentinos não ficam, de imediato, eliminados. Uma vitória deixa-os com grandes probabilidades de seguir em frente, enquanto um empate obriga-os a vencer a última partida. Um cenário de derrota aumenta a pressão da Argentina e deixa-os de calculadora na mão.

Segundo duelo num Campeonato do Mundo entre os dois países, com vantagem para a seleção da América do Sul: venceu 1-0, no França'98.

Saiba mais sobre Argentina e Croácia

EQUIPAS PROVÁVEIS:

Argentina: Caballero, Fazio, Otamendi, Rojo; Salvio, Mascherano, Biglia e Acuña; Messi, Pavón e Aguero.

Croatia: Subasic, Vrsaljko, Vida, Lovren e Strinic; Rebic, Modric, Rakitic, Perisic, Kramaric e Mandzukic.

O histórico dos Mundiais