Otávio e Pepe jogam juntos há quase cinco anos no FC Porto. A dois dias do jogo contra Marrocos, o internacional português foi questionado acerca do segredo do central, de 39 anos, para continuar a exibir-se a um nível de excelência no Mundial 2022.

«É um segredo mesmo. É difícil saber. O segredo é o trabalho e o foco dele. Trabalho com ele há alguns anos e sei do que abre mão para estar a este nível com esta idade. É muito difícil, mas só um animal como o Pepe consegue. Temos de dar-lhe os parabéns por isso. Ainda tem muitos anos para jogar», referiu, em conferência de imprensa.

Ao serviço da seleção nacional, o médio tem jogado no centro do terreno, uma posição diferente daquela que habitualmente ocupa nos dragões, equipa na qual joga sempre a partir do corredor direito.

«Ao longo da minha carreira tentei sempre dar o meu melhor em qualquer posição, aqui não seria diferente. Onde o mister decidir colocar-me a jogar, vou dar o meu melhor. No FC Porto começo na direita, mas venho muito para o meio. Aqui já parto do meio. É bom jogar, quero é jogar independentemente da posição», disse.

Sérgio Conceição referiu, na última quarta-feira, que Otávio era «um dos pilares da seleção». No entanto, o jogador de 27 anos preferiu enaltecer o grupo.

«Faço parte do grupo de 26 jogadores que veio ao Mundial. Todos somos um pilar. A equipa está muito unida, nada vai interferir. Dessa forma podemos chegar longe», atirou.

Portugal defronta Marrocos às 15h00 deste sábado, numa partida dos quartos de final do Campeonato do Mundo.