Nos últimos meses Capello tem tido algumas dores de cabeça: a polémica entre John Terry e Wayne Bridge, que custaram a braçadeira de capitão ao central do Chelsea; a lesão de Brown, jogador do Manchester United, que o pode afastar do Mundial e de Ashley Cole, jogador do Chelsea; as escutas de que a selecção foi alvo nos dias que antecederam o amigável frente ao Egipto¿

Sabia? Premier League nunca teve um técnico inglês campeão

Apesar de todos estes problemas o italiano não se deixa influenciar pela onda negativa e afirma: «O meu trabalho enquanto treinador da Juventus, do Real Madrid, do Milan e da Roma era ganhar sempre. Com a selecção inglesa passa-se o mesmo. Queremos chegar no mínimo às meias-finais do Campeonato do Mundo e, passados tantos anos, conquistar a Taça. Somos umas das melhores equipas na prova».

A confiança nos seus jogadores é total: «Temos bons jogadores, uma boa equipa e nesta altura conseguimos bater-nos de igual para igual com os melhores do mundo». Capello não escondeu que treinar a selecção inglesa sempre foi um dos seus sonhos e por isso Capello quer chegar longe: «treinar a selecção inglesa sempre foi um dos meus sonhos e estou muito contente por ter conseguido o trabalho. Não trocava a minha posição com a do Marcello Lippi (actual seleccionador italiano). Espero jogar com a Itália na final, mas a minha camisola neste momento é inglesa».