AO VIVO

Nacional e Marítimo fecham a 22ª jornada esta segunda-feira, na Choupana (19.45 h). Este não é apenas mais um derby madeirense, já de si escaldante. Desta feita, as duas equipas estão separadas por dois pontos e lutam ombro a ombro por um lugar europeu. Os nacionalistas estão em vantagem pontual e jogam em casa. Mas na última temporada os maritimistas venceram por 0-2 e na primeira volta também triunfaram nos Barreiros por 4-2.

Por norma, o empate é o resultado mais frequente nestes confrontos. E a tradição também diz que a equipa pior classificada costuma triunfar. Os pupilos de Manuel Machado querem contrariar essa tradição e vingar o desaire da primeira ronda. Uma derrota não os afasta dos lugares europeus e deixa praticamente tudo na mesma em termos classificativos. Um triunfo aumenta para cinco pontos a vantagem em relação ao rival verde-rubro, uma vantagem confortável para as restantes jornadas que faltam. E permite também a ultrapassagem ao Sp. Braga na quarta posição. Assim, a pressão maior estará sobre a equipa de Carlos Carvalhal que faz a sua estreia neste clássico da ilha.

O Nacional só não pode contar com Edson Sitta, que se ressentiu de uma lesão na coxa. Manuel Machado deverá apostar num 3x5x2, embora não seja possível adiantar qual o onze que tem na sua cabeça pois os treinos decorreram todos à porta fechada. Mas face ao lote de convocados, onde estão Maicon, Felipe Lopes, Halliche e Igor Pita, tudo aponta que o técnico dos alvinegros aposte num trio de defesas, dando ordem aos laterais (Patacas e Alonso) para atacarem. Isto também porque o Marítimo deve apostar na mesma formação que empatou em Vila do Conde, colocando na frente Baba e Manú, apoiados por Marcinho.

Assim, eis as equipas prováveis para um jogo que pode acompanhar AO VIVO no Maisfutebol:

NACIONAL: Bracalli, Maicon, Felipe Lopes e Igor Pita; Patacas, Cléber, Luís Alberto, Ruben Micael e Alonso; Mateus e Nenê.

MARÍTIMO: Marcos, Paulo Jorge, João Guilherme, F. Cardozo e Van Der Linden; Fernando, Bruno e Miguelito; Marcinho, Manú e Baba.