A revista norte-americana Tennis Player observou Nadal em acção no Open da Austrália, com o auxílio de um sistema de vídeo de alta velocidade, e concluiu que o espanhol imprime à bola mais rotação do que qualquer outro tenista. Chega a 5000 rotações por minuto. Para dar um termo de comparação, acrescenta que um tenista «normal» faz rodar a bola em média 2500 vezes por minuto. E Roger Federer, o actual nº 2, chega no máximo às 4000 rotações.

O britânico Andy Murray resume a potência de Nadal numa frase cheia de admiração: «Lança o braço à bola com uma violência inaudita.»