José Mourinho esteve este sábado no Japão, onde participou no jogo de despedida de Hidetoshi Nakata, estrela do futebol japonês. O médio, que fez carreira sobretudo no futebol italiano, decidiu pendurar as chuteiras aos 31 anos.
O técnico português orientou uma equipa de estrelas do futebol mundial, que incluía nomes como Seedord, Davids, Mboma, Serginho, Zamorano e o italiano «Toto» Squilacci, figura do Mundial 90. Do outro lado estavam os «amigos de Nakata», entre os quais Kamamoto, um ex-jogador japonês de 64 anos, que foi o melhor marcador dos Jogos Olímpicos de 1968 (México), e que jogou os últimos dez minutos.
«Foi divertido. Quando chegar à idade dele quero ter a mesma energia», disse Mourinho, após a partida, que terminou empatada a dois golos.
A imprensa japonesa aproveitou a ocasião para perguntar a Mourinho sobre o alegado interesse em três jogadores do Chelsea (Essien, Lampard e Ricardo Carvalho), mas o técnico não abriu o jogo. «Negócios que envolvem grande clubes e grande jogadores nunca são fáceis», limitou-se a dizer.