«Temos boas expectativas, temos trabalhado bem. Sabemos que é um adversário muito forte, que defende muito bem, mas temos vindo a fazer um bom trabalho, o grupo está unido e estamos confiantes» disse o extremo do Manchester United.

Cristiano Ronaldo também quis participar na mini conferência e levou um gravador para lançar uma pergunta ao colega, que acabou por ficar no segredo dos deuses: a risota tomou conta dos dois.

Voltando à seriedade do tema que é a partida de apuramento para o Mundial 2010 frente à Suécia, Nani assume o momento: «Todos sabemos que é uma grande responsabilidade. Todos temos em mente que temos de dar o nosso melhor, o nosso máximo. Sabemos que é um jogo muito importante, como todos os outros que vêm a seguir. Temos de estar concentrados e focados neste jogo.»

«Sentir apoio é muito importante»

Quem vai resolver o jogo é a menor das preocupações do atacante, porque «o que interessa é fazermos golos, para se ganhar é preciso marcar.» Para Nani, a união do grupo pode ajudar à eficácia em campo. «O grupo tem vindo a melhorar e os jogadores estão alegres, nota-se que todos os jogadores estão satisfeitos e isso é o mais importante.» Uma ajuda extra para melhorar a performance da equipa nacional [dois empates e quatro derrotas nos últimos seis jogos] é o público. «Queremos que o estádio esteja cheio e que os adeptos venham apoiar-nos», pediu o extremo.

A Selecção Nacional deixa Óbidos esta quinta-feira e ruma ao Porto por volta das 17h00. Portugal defronta no sábado a Suécia, no Estádio do Dragão, pelas 20h45. O jogo poderá ser decisivo para o apuramento luso para o Mundial da África do Sul.