O técnico só não consegue controlar o entusiasmo desenfreado e compreensível dos adeptos azuis e brancos. Amanhã, o Estádio do Dragão vai estar completamente cheio para receber o campeão da Europa e do Mundo.

«Vamos ter no Dragão um cenário que já não temos há algum tempo. Não podemos controlar a euforia exterior. Temos consciência que essa euforia é real. O que temos de fazer é controlar e discutir o jogo. Nenhuma das equipas será afectada pela presença de 50 mil adeptos afectos ao F.C. Porto», vinca o treinador dos dragões, apoiando a sua tese naquilo a que assistiu em Old Trafford.

«Em Manchester os três mil adeptos portugueses fizeram-se ouvir e silenciaram os ingleses. Amanhã não quero ouvir os adeptos deles. É importante que os nossos seguidores sintam que estamos plenamente empenhados e queremos tê-los do nosso lado.»

Perante o histórico aparentemente favorável ao F.C. Porto, pois nunca foi derrotado no seu estádio por uma equipa inglesa, Jesualdo torce o nariz. «Só três ou quatro jogadores do F.C. Porto já defrontaram equipas inglesas, por isso esse factor é muito relativo.»