As notícias relativas ao estado clínico do médio francês são, todavia, mais animadoras do que o inicialmente esperado, quando o jogador teve de sair de maca, devido a uma entrada de Braga, passando posteriormente pelo hospital da Figueira, para fazer exames complementares de diagnóstico.

«A radiografia não acusou qualquer fractura mas o atleta está com prognóstico reservado para o próximo jogo. Tudo irá depender da forma como evoluirá durante a semana, embora hoje já apresente francas melhorias. Independentemente disso, irá ser reavaliado e fazer uma ressonância entre quinta e sexta-feira», revelou ao Maisfutebol Pedro Santos, médico da Naval.

Quanto a Peiser, que sofreu um traumatismo no ombro direito, também durante o encontro, acabou por realizar o treino sem problemas, ao contrário de Dudu e Bolívia, que continuam a evoluir de forma condicionada mas poderão recuperar a tempo do jogo com o Rio Ave.