O homem que sucede a Augusto Inácio no comando técnico da Naval tem 58 anos e precede do Guingamp, equipa da segunda divisão de França. Acentua-se, assim, a influência francófona no grupo de trabalho navalista, que teve na época passada nove atletas franceses: Peiser, Gomis, Alex Hauw, Lupède, Godemèche, Baradji, Ouattara, Tandia e Bellagra.

Naval: contas aprovadas em AG com... um adepto

Zvunka tem um longo percurso enquanto treinador. O gaulês conta com passagens por Racing Paris, Valenciennes, Chamois Niort, Toulouse, Chateauroux, Nice, Amiens, Lausane, Laval, Gueugnon e Guingamp.

No seu palmarés consta o título de campeão francês da segunda divisão em 1993/94 e em 1996/97, ao serviço do Chateauroux, e a Taça de França em 2008/09, com o Guingamp.

António Cateano e Fernando Mira serão os adjuntos de Victor Zvunka.