«Os resultados dos exames realizados esta quinta-feira foram muito satisfatórios pelo que o técnico poderá voltar aos treinos e dirigir a equipa no domingo, sem riscos. Irá manter-se, todavia, em vigilância médica e em tratamento, até porque a origem da infecção continua por apurar», informou o médico dos figueirenses, Pedro Santos.