Maisfutebol

«O que acha que estou a sentir?» sugeriu em tom de desafio o defesa português, do outro lado da linha. «Estou felicíssimo! Muito feliz mesmo. É dos melhores momentos da minha carreira. Não tenho qualquer dúvida, é dos meus melhores momentos», confessou Nélson.

Muito bem disposto, o lateral direito não escondeu que esperava a convocatória de Queiroz com ansiedade. Para o jogador de origem cabo-verdiana, o momento actual é de desfrutar a chamada do seleccionador. «Tinha esperança de ser chamado, claro. Tive sempre muita atenção às últimas convocatórias. Estou a fazer uma boa época, sinto-me mesmo muito bem. Sempre tive pensamento positivo e saiba que o momento ia chegar. Se dissesse que não estava à espera, mentia. Estou com grande confiança em mim e no meu trabalho.»

Nélson não poupou elogios a Bosingwa, o concorrente da sua posição, mas já deixou avisos ao jogador do Chelsea. Sempre em tom animado. «O Bosingwa é um grande lateral, toda a gente sabe. É muito forte, está em grande forma e joga num grande clube. Quem está na selecção tem muita qualidade. Eu acredito que também tenho qualidade para cá estar, vou trabalhar bem e lutar pelo meu lugar. Quero jogar e vou fazer por isso até com o Bosingwa ao lado», assegurou o jogador do Bétis, entre risos.

Portugal tem sentido dificuldades nesta caminhada para o Mundial 2010 mas Nélson transborda confiança e optimismo na qualificação. «Espero que este jogo, até por ser a minha estreia na selecção A, seja um ponto de viragem. Espero mesmo que sim, que seja agora que possamos vencer e encarreirar de vez. Precisamos de pontos e vamos consegui-los, já a começar no domingo [28Março]. Vamos conseguir a qualificação, não tenho dúvidas», confidenciou o defesa, prometendo «muito trabalho» para alcançar os resultados que a selecção nacional precisa.