Dúvidas completamente dissipadas: Hélder Postiga voltará a ser o ponta-de-lança da Seleção Nacional no jogo contra a Dinamarca. Paulo Bento fez questão de o anunciar na conferência de imprensa desta terça-feira.

«Vai jogar o Hélder», atirou, tentando acabar ali com a discussão em torno do avançado. Bento recusou, de resto, que esta seja uma aposta de risco para o jogador e para si mesmo.

«Aposta de risco seria entrar com dez ou com nove. Já clarifiquei aqui que o Hélder vai jogar, para não andarmos às voltas com esta pergunta, mas reafirmo que tenho toda a confiança nele, no Hugo ou no Nélson, para falarmos só dos pontas de lança nestes 23 convocados».

Paulo Bento foi esclarecedor na explicação sobre Postiga. Para o técnico, o ponta-de-lança da equipa tem de se sacrificar, defender, ocupar espaços, dar tudo.

«Não avalio os pontas-de-lança só pelos golos que fazem. Valorizo muito os avançados que saibam e queiram pressionar. Este aqui ao meu lado [Postiga] nisso tem sido extraordinário».

Para Bento, de resto, Postiga tem cumprido integralmente a sua missão. «Foi o segundo melhor marcador de Portugal na qualificação, apenas atrás do Ronaldo. No Real Madrid é o mesmo. O Benzema ficou atrás do Ronaldo também».

Para já não há margem para dúvidas: Hélder Postiga é a primeira opção para o lugar de número nove.