Dois jogadores dominaram a maior parte das atenções neste defeso, uma entrada e uma saída. A começar pela saída, a transferência mais cara de sempre foi a de Gareth Bale, que trocou o Tottenham pelo Real Madrid por uns exorbitantes 100 milhões de euros (dados da imprensa inglesa) pelos serviços do galês.

Do outro lado está Mesut Ozil. O médio alemão mudou-se para o Arsenal por cerca de 45 milhões, naquela foi a segunda maior transferência de sempre da Premier League, apenas superada pelos 58 milhões pagos pelo Chelsea ao Liverpool para adquirir Fernando Torres.

Atrás de Ozil, surgem Willian, contratado ao Anzhi por cerca de 35 milhões de euros, os mesmos que foram pagos pelo Manchester City ao Shakhtar, para a compra de Fernandinho. Fellaini, foi outro jogador que mexeu no último dia de mercado, ao ser contratado pelo Manchester United ao Everton, por cerca de 32 milhões de euros.

O Chelsea, para além de Willian (35), adquiriu ainda André Schurrle (21) e Marco van Ginkel (9,4). O City, a juntar a Fernandinho (35), «deixou» cerca de 43 milhões em Sevilha, depois de contratar Jesús Navas (20) e Álvaro Negredo (23).

O português que mais contribuiu para esta tabela, foi Tiago Ilori. O defesa saiu de Alvalade para o Liverpool a troco de 7,5 milhões de euros.