Orlando Sá, internacional sub-21, foi eleito melhor jogador do Torneio da Madeira, depois da vitória sobre a Finlândia (2-1) que permitiu a Portugal vencer a competição:

«Este prémio individual é fruto do trabalho de toda a equipa e da união do grupo. Sem essa coesão não seria possível ganharmos estes troféus. Este torneio foi bom. Jogámos com equipas como a Finlândia, que estará no Europeu, e é sempre bom preparar a equipa para os próximos compromissos com adversários deste nível».

O que espera para o jogo da Selecção A com a Suécia?

«Desejo toda a sorte do mundo à nossa selecção. Todos nós estamos com eles. Diria até que trocava este prémio de melhor jogador do torneio pela vitória de amanhã da selecção A».

O que falta para se afirmar no Sp. Braga como o faz na Selecção Nacional?

«O trabalho que se realiza no clube é distinto do da selecção. Mas trabalho sempre para agradar e para que apostem em mim, no clube ou na selecção».