Depois dos desaires frente a Granada (1-2) e Athletic Bilbau (2-0), a gota de água foi o novo mau resultado de sábado passado frente ao Villarreal, por três bolas a zero.

O Osasuna não vive os melhores momentos e a sua crise desportiva já vem da época passada. Mendilibar chegou ao clube em fevereiro de 2011, substituindo o antigo técnico encarnado, José Antonio Camacho. Na época passada, assegurou a permanência do Osasuna, que terminou no 16º lugar, três pontos acima da despromoção.

Segundo o presidente Miguel Archanco, o próximo treinador terá de ser «jovem e estar comprometido para que jogue gente jovem». O responsável deixou ainda uma mensagem positiva aos adeptos, num comunicado publicado no site oficial do clube: «Creio que com o atual plantel e com o novo treinador podemos inverter a situação. Temos um plantel competitivo na primeira divisão. O sonho não se pode perder, tem de estar sempre vivo.»