O técnico, que levou o Bota ao playoff da Libertadores, após ter terminado em quarto lugar, tinha pedido a demissão em novembro passado, por força de má ponta final do Botafogo (que nos primeiros meses do ano chegara a liderar o Brasileirão), mas a direção do clube aguentou-o no cargo.

Desta vez, com a época no Brasil a terminar, sai mesmo e tem a Vila Belmiro como possível destino.

Zinho, diretor-desportivo do Santos, confirmou a hipótese, citado pela «Gazeta Esportiva». «O Oswaldo está aí, podendo se classificar para a Libertadores. Dependendo do que acontecer no jogo da Ponte contra o Lanús... O Oswaldo é um nome forte, sim, mas a gente não bateu o martelo ainda. Ainda vou me reunir com a diretoria para definir o principal, que é o treinador, para avançar também na questão do elenco.»

Tite, que está de saída do Corinthians, também foi hipótese para o Santos, mas recusou: «Gostaria muito de contar com o Tite, é um treinador indiscutível. Foi meu treinador, fui campeão com ele, e seria uma honra trabalhar com ele de novo, mas ele já tomou uma decisão. Pela saída do Corinthians, como foi, a ideia dele é dar um tempo, parar um pouco. É uma ideia válida, justa, e eu respeito isso».