Ainda assim, o número 12 dos rojiblancos transpira confiança. «O Atlético está num bom momento. Conseguimos ganhar ao Barcelona e empatar com o Real Madrid, o que nos deu muita moral. Estamos preparados para enfrentar o Porto, vamos com ambição e queremos passar a eliminatória».

Se o Atlético conseguir atingir os quartos de final da Liga dos Campeões, concretiza uma proeza, doze anos depois da última vez em que participou na principal prova europeia. «Para nós, o jogo é muito importante e creio que o grupo está preparado para este confronto. Vamos jogar uma final. Temos que manter a mesma atitude que tivemos contra o Barça e o Real. Tranquilos, conseguiremos.»

Paulo Assunção viveu três anos felizes no Porto, mas utilizou a Lei Webster para se ir embora acabando depois por assinar pela equipa de Madrid. Apesar da polémica que criou ao partir, mostrou que não esqueceu algumas características do clube azul e branco . «[O Porto] É uma grande equipa e creio que jogará como fez em Madrid. Por tudo isso temos que estar muito concentrados os 90 minutos e corrigir os erros que cometemos na primeira mão. Sabemos que vamos ter muito trabalho. O Porto é forte e tem muita experiência, mas nós também temos uma boa equipa. Respeitamo-los, mas vamos para ganhar.»

O médio defensivo revelou o que pensa ser fundamental para o jogo desta quarta-feira: «Estar bem na defesa e deixar a baliza a zeros. Este Atlético é muito forte no ataque e poderemos marcar a qualquer momento. Temos todas as possibilidades de seguir em frente.»

Mesmo assim, Assunção destacou alguns dos seus antigos companheiros que podem provocar problemas aos madrileños. «Há que ressaltar jogadores como Lucho, Lisandro e Hulk, mas queria falar também do Hélton. Várias pessoas disseram que é mau guarda-redes, depois da actuação aqui em Madrid, mas é um grande [guarda-redes]. Temos que ter cuidado com ele porque lança bem contra-ataques rápidos», avisou.

O antigo número 6 dos Dragões deixa de resto palavras de elogio aos adeptos portistas. «O Porto tem uma massa adepta que apoiará a equipa do inicio ao fim, como é normal. Querem que a equipa vença e darão muita força. No entanto, os nossos adeptos também nos vão dar apoio», afirma.