O treinador do Sporting, Paulo Bento, em declarações na sala de imprensa, após o encontro com o V. Guimarães, da 25ª jornada da Liga, que os leões venceram por 2-1:

[ comentando o facto de o árbitro o ter expulso] «O que aconteceu teve a ver com a dualidade de critérios. À parte de mais um jogo em que fizemos um golo legal que não foi validado, tive um desabafo para o banco, logo no início, a dizer que o jogo ia ser estragado, logo a seguir a um cartão amarelo ao Veloso e outro ao João Alves. O critério não foi igual, a seguir. Transmitimos informação sobre o que é o adversário e o árbitro, mas eles também sabem quem tem quatro amarelos, não me deixo enganar por isso. Nos momentos de decisão, temos mais dois jogadores de fora. É mais uma contrariedade que, seguramente, vamos ultrapassar.»

«Jogar com os árbitros não vou, agora, quero ver se eles não jogam contra nós. Tenho consciência de uma coisa, fizemos um golo limpo que nos punha a ganhar por 1-0, tínhamos dois jogadores à bica, e o João Moutinho, na primeira falta que fez, viu o amarelo e o Derlei muito perto disso. São atingidos certos e determinados alvos. Tenho um processo na Federação, outro na Liga e se tiver outro na Liga tenho. É para isso que ela serve também, para nós irmos falar lá com eles. Se tiver de parar paro, mas não me vou calar quando estão a brincar com o esforço dos nossos jogadores. Se tiver de treinar sem receber, treino. Deste árbitro, não me esqueço do jogo do Bessa, era eu jogador.»