A intervenção cirúrgica, realizada no Hospital de Santa Maria, no Porto, serviu para «fixação do quinto dedo e o ligamento do quarto dedo da mão direita», explicou à agência Lusa o médico do Paços de Ferreira. Segundo a estimativa de Manuel José, o médio deve voltar aos treinos dentro de «dois ou três dias». Ainda assim o responsável clínico realça que são necessárias seis a oito semanas para consolidação da fractura, pelo que o regresso à competição será mais demorado.