«Matematicamente, ainda é possível conseguir a manutenção e é essa força e convicção que tenho dentro de mim que quero passar aos meus jogadores. Pela forma como vejo o plantel, sinto que vamos conseguir, agora vai ser preciso apelar à união, sacrifício e empenho de todos. Infelizmente, quando nos desconcentramos, sofremos golos e depois falta-nos a tranquilidade necessária. Agora, há que recuperar a equipa e prepará-la para que tenhamos condições de ganhar o próximo jogo, com o V. Setúbal.»