O treinador do Paços de Ferreira, Pepa, antecipou esta segunda-feira «dificuldades extremas» para o jogo com o «muito competente» Portimonense, da 18.ª jornada da Liga, a primeira da segunda volta.

O Paços é a sensação do campeonato até ao momento, já que está colado ao Benfica no quarto lugar e leva seis vitórias consecutivas, mas Pepa diz que irá chegar a altura de «olhar com orgulho e nostalgia para trás». Para já, o foco é o embate com os algarvios.

«O Portimonense tem bons jogadores e um treinador com qualidade humana e capacidade tática que dispensam apresentações. É uma equipa competitiva, muito agressiva e forte fisicamente, das que mais conseguem pressionar no campo todo os adversários, o que vai exigir muito de nós, principalmente nesse aspeto», começou por dizer, citado pela Lusa.

«O Portimonense esteve a ganhar em casa ao Boavista, podia ter feito o segundo, mas acabou por perder, esteve a ganhar em Braga e também perdeu, mas, mais do que o resultado, revela que é muito competente, uma equipa que não tem problema em procurar a profundidade e que é fortíssima nas bolas paradas», prosseguiu.

Pepa admitiu que poderá haver algum cansaço nos seus jogadores, dada a «série muito violenta» de jogos, mas frisou a confiança que tem no plantel: «Vamos gerindo e percebendo como estão os jogadores. Mais do que preocupados, estamos atentos, mas também confiantes nas suas capacidades. Temos vários jogadores que fazem várias posições, e, sempre que jogam, cumprem, marcam presença e pontos. Só temos de estar satisfeitos.»

O Paços de Ferreira recebe o Portimonense esta terça-feira, a partir das 15h00.