A FIGURA: Roniel

Do 8 ao 80. Apagado no início do jogo, saltou para a linha da frente em poucos minutos. Primeiro, após arrancada pela esquerda, pareceu ter sido derrubado, mas João Capela mandou jogar. Pouco depois viu amarelo por entrada dura e, ainda a digerir esse momento…marcou. Aproveitou o espaço na área, agora na direita, onde começou o encontro, e rematou forte entre Trigueira e o poste. Na segunda parte consumou a estreia positiva e esteve muito perto de bisar, num cabeceamento que rasou o poste.

 

O MOMENTO: queda e glória

Minuto 43. Fábio Cardoso descobriu João Góis na direita que viu Roniel a fugir para a área. O passe foi para o espaço e Fernando Alexandre que o tentava acompanhar caiu na luta com Cícero. Não parece existir falta. Indiferente, Roniel avançou decidido. E decidiu ali o jogo.

 

OUTROS DESTAQUES

 

Christian

Quando a equipa ganha um livre perto da área, os adversários ficam de espinha arrepiada. É mesmo especialista nestes lances. Um dos melhores da Liga neste capítulo. É verdade que não marcou, mas mostrou o que sabe com um remate fortíssimo, ainda longe da área, ao minuto 33, que rasou a trave, e outro, a vinte minutos do fim, obrigando Trigueira a aplicar-se.

 

André Leal

Uma das revelações da época passada no Paços entrou a todo o gás em 2015/16, com uma atuação convincente no miolo. E «limpa». Entregou quase sempre bem, preencheu os espaços com inteligência e deu tudo o que tinha. Quando assim é, o que pode pedir mais um treinador?

 

Bouadla

Pormenores interessantes misturados com alguns erros, sobretudo a nível do passe. Ganha muito pela raça que coloca em campo e o faz ganhar bolas perto da área contrária. Foi assim, por exemplo, que inventou o lance mais perigoso da Académica na primeira metade, finalizado por Obiora, ao lado. Um nome para seguir atentamente nos próximos jogos.

 

Gonçalo Paciência

Fez dupla com Rui Pedro na frente de ataque e esteve uns furos acima do colega de setor, que tinha a missão de recuar mais para o ajudar a municiar. Deixado sozinho, fez pela vida e veio, também ele, buscar jogo atrás. Foi assim que arrancou um amarelo a Christian, por exemplo, após arrancada individual. Faltaram oportunidades para marcar, mas aí não lhe podem ser imputadas responsabilidades.

 

Diogo Jota e Ricardo Nascimento

O futebol não tem lugar para momentos como o que protagonizaram no final. Feio, muito feio. Justamente expulsos.