«Ficámos muito tristes com esta situação, mas são coisas do futebol. Se tudo correr bem, ele volta logo. Tenho a certeza que vai voltar ainda mais forte», atira Djovan Vieira de Sousa, pai de Hulk, em conversa com o Maisfutebol.

A entorse no tornozelo esquerdo, com rotura parcial do ligamento, surgiu como consequência de uma pancada. Hulk e os responsáveis do F.C. Porto queixaram-se, ao longo da temporada, de arbitragens demasiado permissivas nesse aspecto e marcações demasiado cerradas. Os pais do jogador já sabiam que isto poderia acontecer. «Eu sempre lhe disse: cuidado, que eles vão-te pegar. É uma pena, ele ainda é novo, mas pronto, temos de compreender e ele é forte, muito forte», garante Djovan.

O pai do jovem brasileiro, acreditando que Hulk voltará ainda mais forte, enaltece a qualidade do avançado e considera que o assédio de outros clubes europeus deverá continuar a aumentar. «Vamos ver se ele continua no F.C. Porto, isso depende das oportunidades e da vontade de Deus. Ele tem valor para jogar em qualquer equipa do Mundo, mas está feliz no Porto», conclui.