«Newton e Einstein também tinham níveis de autismo, espero que, como eles, Messi se supere a cada dia e continue nos apresentando esse belo futebol», disse ainda.

Mas esta terça-feira, o ex-jogador brasileiro deu conta do impacto do que tinha escrito. «Sites da Espanha divulgaram que eu havia dito que Messi tem um transtorno mental e estão fazendo sensacionalismo em cima do assunto. Divulguei uma informação que veículos no Brasil têm abordado. Até uma TV abordou o assunto. Então fica aqui a informação: de acordo com o pai do Messi, ele não tem autismo. Não sou medido para confrontar a informação. Ah, ele disse que vai me processar por isso. Pode processar à vontade», escreveu Romário.