Paulo Bento lidera «dizendo a verdade»

«Não me relacionava da mesma forma, mas não deixamos de ser humanos», disse. «Antes fazíamos as coisas juntos e isso [ser treinador e eles jogadores] não pode ser um problema», considerou, para depois englobar todo o plantel. «Tem, claro, de haver uma fronteira, mas pode e deve haver proximidade com todos, mas isto é a minha opinião, há quem pense diferente. Deve haver uma fronteira, mas eu gosto que seja pequenina», concluiu.

Já depois de ter respondido aos alunos, Paulo Bento ficou à disposição da Comunicação Social. Não falou da actualidade leonina, não comentou as recentes polémicas com a Liga de clubes e a única declaração sobre o futuro foi que não sabe «se é certo ou não» que vai treinar uma equipa na próxima temporada. Questionado sobre se recebeu convites, o treinador respondeu que ainda na semana passada tinha falado disso.