Paulo Bento, treinador do Sporting, após a vitória sobre o Estrela da Amadora, 2-1:

[O que justifica tanto sofrimento no fim?]

«Dentro do bom jogo que fizemos, o que construímos devia ser suficiente para garantir uma vitória mais tranquila. Faltou eficácia. Devíamos ter terminado com o jogo. Em termos defensivos não gerimos bem os últimos 15 minutos. Fomos uma equipa mais longa e menos consistente. Na primeira parte faltou-nos ler melhor o jogo, especialmente no último lance, que deu o golo do Estrela. Devíamos ter gerido melhor a situação e ter ido a ganhar para o intervalo. Penso que foi uma vitória justa, que peca por escassa, pelo nosso domínio. Mas fomos pouco eficazes.»

[Houve contestação ao árbitro... Não vai poder contar com Polga...]

«Viu o amarelo na primeira falta que cometeu, o que o impede de jogar em Coimbra. É mais uma situação para resolver. Como aconteceu com outros jogadores vamos resolver a situação. Na parte final podíamos ter sofrido um golo numa situação parecida com a que sofremos golo frente ao F.C. Porto e ao Barcelona. Uma situação igual àquela que não nos valeu golo com a Académica.»

[Chegou a pedir um clima hostil para os árbitros. Acha que isso aconteceu hoje?]

«Não foi bem isso. O que disse foi: espero que não haja mau ambiente para a equipa. Se há que colocar pressão sobre alguém que não seja sobre a nossa equipa, mas sim sobre outras equipas. Não é um caso no Sporting. Se calhar só o fazemos de peito aberto.»