«Ele não está aqui porque foi dispensado. Se estivesse disponível para jogar com o Brasil teria sido seguramente chamado. Mas não reunia condições para estar presente», garantiu o selecionador.

Cristiano Ronaldo foi a grande figura no recente triunfo sobre a Irlanda do Norte (4-2), marcando os últimos três golos. Um jogo que deixou sensações díspares ao selecionador. «Deu-nos a possibilidade de continuar a depender de nós pela via do segundo lugar. Mas a verdade é que no dia seguinte me fui apercebendo das reações, até fiquei com a sensação de que houve uma equipa que jogou melhor do que nós. Mas, por outro lado, reconheço que fomos desorganizados e anárquicos... Tivemos responsabilidade nalgumas coisas que se passaram em Belfast, mas houve demasiadas incidências que não tiveram a ver connosco», destacou o selecionador, dando como exemplo a expulsão «injusta» de Hélder Postiga.