Paulo Fonseca, treinador do FC Porto, após a vitória sobre o Paços Ferreira por 1-0:

«Foi uma vitoria difícil. O Paços confirmou aqui que tem uma excelente equipa e criou-nos dificuldades no processo ofensivo, o que valorizou ainda mais a nossa vitória. O jogo podia ter tido outra historia, se tivéssemos concretizado as inúmeras ocasiões de golo. Mas não desistimos e o golo acabou por aparecer de uma forma justa».

«O calor não serve de desculpa, quero valorizar a prestação do Paços e a nossa também. Fizemos 26 remates à baliza, grande percentagem com perigo. Fomos uma equipa ofensiva, não concedamos grandes oportunidades aos Paços de chegar à nossa baliza».

«É especial voltar a encontrar estes amigos, mas na hora do jogo são adversários e a minha ambição de ganhar não foi menor. Eu conheço muitos destes jogadores, mas eles também conhecem as minhas ideias. O Costinha montou uma estratégia difícil, que dificultou muito a nossa estratégia».

[Em relação à vantagem para Benfica e Sporting] «Valorizo pouco o avanço pontual que temos nesta altura. Conseguimos ganhar os nossos jogos, a vantagem deixa-me satisfeito, mas não valorizo muito nesta altura. Ainda é cedo. O importante é termos conseguido as três vitórias».

[Sobre Juan Fernando Quintero] «O Quintero pode ser um elemento importante desta equipa. Está ainda num processo de maturação, de assimilação das nossas ideias. Tem muita concorrência, por isso, ele, ou qualquer outro que queira entrar nesta equipa, tem de trabalhar muito para o conseguir».