Paulo Fonseca assinou contrato com o F.C. Porto e deverá trabalhar com dois adjuntos da sua confiança. Nuno Campos e Pedro Moreira acompanharam o treinador em Paços de Ferreira e são esperados na nova equipa técnica do campeão nacional.
Em entrevista ao Maisfutebol, no início de 2013, Paulo Fonseca falou sobre os adjuntos. «O Nuno Campos é da Costa da Caparica, o Pedro Moreira é de Pedras del Rey e estamos todos sozinhos aqui no norte. Só o Pedro Correia (ndr. este, treinador de guarda-redes que não deve acompanhar Paulo Fonseca) é de Paços de Ferreira. Ou seja, passamos imenso tempo juntos.»
«Às vezes saímos do clube e, mal chegamos a casa, já estamos a falar ao telefone. Dou-lhes imensa importância e não os vejo como adjuntos. São mais do que isso. Não gosto de trabalhar com marionetas, nem pensar. Gosto da troca de ideias. Quem trabalha comigo sabe que tem de ser ativo e participativo», explicou o treinador.
Paulinho Santos e Wil Coort deverão completar a equipa técnica do F.C. Porto 2013/14, a exemplo do verificado na época passada.
Nuno Campos
Nuno Campos, antigo defesa de clubes como Atlético, Campomaiorense, Farense ou Vitória de Setúbal, tem 38 anos. O técnico lisboeta acompanha Paulo Fonseca desde o início da carreira nos bancos. É o elemento mais próximo do novo treinador do F.C. Porto, o braço direito.
Pedro Moreira
Pedro Moreira tem 38 anos, os mesmos que Nuno Campos, menos dois que Paulo Fonseca. Nasceu em Moçambique, tal como o treinador principal, e passou a integrar a equipa técnica de Paulo Fonseca em 2012. Estudou na Faculdade de Motricidade Humana, em Lisboa, veio da formação do Sporting e assumiu a pasta da metodologia de treino/preparação física.
Paulinho Santos
Em fevereiro de 2012, Paulinho Santos passou a integrar a equipa técnica de Vítor Pereira. Assumiu-se como a referência, o homem mais próximo dos jogadores, responsável por passar a propalada mística. O F.C. Porto ficou satisfeito com o trabalho desenvolvido e o antigo médio deverá ser encarado como o adjunto residente no Dragão.
Wil Coort
O treinador holandês está no F.C. Porto desde 2005 e resistiu às mudanças no comando técnico. O trabalho com Helton e os outros guarda-redes tem sido elogiado ao longo das épocas e Wil Coort manteve-se no cargo. Em Paços de Ferreira, Paulo Fonseca trabalhou com Pedro, ex-guarda-redes do clube local. Agora, deverá acontecer o mesmo com o holandês.