De saída, Pedro Gómez Carmona orientou o Estoril em treze jogos, nos quais conseguiu apenas duas vitórias e dois empates. Centrando a análise na Liga, falamos de uma vitória e dois empates para o técnico espanhol, em onze jogos, o que dá um aproveitamento pontual de 15,15%.

É, por esta altura, o pior registo entre os 28 treinadores da Liga 2016/17.

Há cerca de um mês o Maisfutebol apresentou um balanço das «chicotadas» na Liga, e por essa altura já Carmona tinha o pior registo, mas em igualdade com Jokanovic, técnico do Nacional.

Ambos tinham então um aproveitamento pontual de 16,67%, mas Carmona piorou o registo no último mês e Jokanovic melhorou ligeiramente (18,52%).

Refira-se ainda que, nesta altura, apenas duas mudanças de treinador foram mais prejudiciais do que a do Estoril. A do Arouca, já que Manuel Machado ainda não somou qualquer ponto depois de ter substituído Lito Vidigal (42,86%) e o Sp. Braga, com Jorge Simão (43,33%) ainda longe do registo de José Peseiro (66,67%).

 

Aproveitamento pontual por treinador, na Liga 2016/17:

Rui Vitória 83,33%

Nuno Espírito Santo 81,84%

Jorge Jesus 66,67%

José Peseiro 66,67%

Daniel Ramos 59,65%

Pedro Martins 55,56%

Luís Castro 50,00%

Nuno Manta 50,00%

Jorge Simão 46,47%

Quim Machado 45,10%

Ricardo Soares 43,33%

Miguel Leal 43,14%

Lito Vidigal 42,86%

Julio Velázquez 42,86%

José Couceiro 41,67%

Vasco Seabra 38,46%

Fabiano Soares 38,46%

Erwin Sánchez 38.10%

Nuno Capucho 36,67%

Augusto Inácio 30,77%

Carlos Pinto 30,30%

José Mota 26,19%

Pepa 25,93%

Petit 20,83%

Manuel Machado 20,37%

PC Gusmão 20,00%

Predrag Jokanovic 18,52%

Pedro Carmona 15,15%

 

Efeito das «chicotadas»:

Arouca: -42,86%

Sp. Braga: -23,34%

Estoril: -23,31%

Nacional: -5,92%

Desp. Chaves: -5,39%

 

Marítimo: +39,65%

Feirense: +23,81%

Rio Ave: +13,33%

P. Ferreira: +8,16%

Boavista: +5,04%

Tondela: +4,17%

Moreirense: +4,10%

Belenenses: +2,24%