Uma ronda pelos principais sites de apostas desportivas é suficiente para perceber que a boa performance lusa até ao momento não é suficiente para contrariar as estatísticas usadas pelos responsáveis pelas casas de apostas que colocam uma odd de vitória superior a 4.0 para Portugal e quase sempre inferir a 2.0 para Espanha.

Na «Bwin» a vitória portuguesa vale 4.0 e a espanhola 1.88. Um empate é pago a 3.3. Estes valores servem, de resto de medida para as restantes casas de apostas. Das cinco analisadas, a «Betfair» é a que paga mais alto por uma vitória lusa: 4.5. Mas também o faz com a vitória espanhola, com 2.04. É, aliás, a única que atribuiu uma odd superior a 2.0 ao triunfo da equipa de Del Bosque.

A «Betclic» colocou uma odd de 4.0 para a vitória portuguesa, a mais baixa. Para a «Unibet» um triunfo da seleção de Paulo Bento vale 4-2 e para a «Dhoze» 4.05.

Para estas duas casas de apostas o resultado mais provável é 0-1 a favor da Espanha, seguido de 1-1, 0-0, 0-2 e, só ao quinto resultado, o primeiro favorável a Portugal: 1-0. O triunfo português pela margem mínima vale 9.75 na «Unibet».

Em relação aos marcadores dos golos, o português em destaque é Cristiano Ronaldo. A «Bwin» considera que o avançado do Real Madrid é, a par de Fernando Torres de Espanha, o jogador mais provável para marcar no jogo. Um golo deles vale 2.6. Depois surge Fabregas.

O segundo português mais provável para marcar, para a «Bwin», é Hugo Almeida que aparece com a mesma odd de Iniesta (4-0). Depois vêm Nani (4.25) e Nélson Oliveira (5.0).

A lista da «Bwin» segue com Ricardo Quaresma (6.0), Raul Meireles e Hugo Viana (7.0), João Moutinho e Ruben Micael (8.0), Pepe e Miguel Veloso (10.0), Bruno Alves, Ricardo Costa, João Pereira e Fábio Coentrão (12.0), Custódio e Miguel Lopes (14.0) e, finalmente, Rolando (17.0) que é o jogador que menos probabilidades terá de marcar a Espanha.

A «Unibet» é mais descrente no potencial luso. Numa aposta idêntica considera que Cristiano Ronaldo (4.3) é apenas o oitavo jogador mais provável para marcar no duelo, atrás de sete espanhóis: Fernando Torres, Llorente, Negredo, Fabregas, Pedro Rodríguez, Juan Mata e David Silva.

Em termos gerais, Portugal sobe ao terceiro lugar das apostas para vencer o torneio, com a eliminação de França, mas é preciso sublinhar que Inglaterra e Itália ainda não decidiram que passa para as meias-finais. Alemanha e Espanha seguem empatadas na frente.