Orlando Sá fez o primeiro golo, aos 31 minutos, depois de um bom cruzamento de João Gonçalves. A formação lusa quase nem teve tempo de festejar, já que sofreu o golo do empate no minuto seguinte, através de Riski. Rui Patrício fez a defesa para a frente e a bola sobrou para o camisola 10, que só teve de encostar.

Fábio Coentrão colocou Portugal novamente em vantagem, aos 43 minutos. O extremo sofreu a falta na área e apontou o respectivo penalty. Coentrão bateu para um lado e o guarda-redes atirou-se para o outro.

No início da segunda parte, Rui Caçador fez duas alterações. Saíram João Gonçalves, que estava a fazer uma boa exibição, e Romeu Ribeiro. Entraram Miguel Vítor e Castro. O médio entrou bem no jogo, usando a velocidade para criar jogadas de perigo. Aos 69 minutos, Orlando Sá esteve prestes a fazer o bis, mas não conseguiu dar a melhor sequência a um bom cruzamento de Candeias.

Do lado dos finlandeses, Kangaskolkka foi o elemento mais perigoso. Teve três ocasiões para marcar, mas falhou no momento decisivo. Portugal manteve algum ascendente sobre o adversário. Tentou fazer o terceiro golo, mas esbarrou sempre contra a muralha erguida pela Finlândia, que terminou a partida a criar oportunidades de golo.

Portugal termina o Torneio da Madeira com três vitórias ¿ Cabo Verde, 2-0 (golos de Orlando Sá e Fábio Coentrão); selecção da Madeira, 1-0 (Rui Fonte); Finlândia, 2-1 (Orlando Sá e Coentrão).

Portugal-Finlândia, 2-1

Estádio dos Barreiros, no Funchal

Árbitro: Manuel Mendes, Cabo Verde

PORTUGAL: Rui Patrício; João Gonçalves (Miguel Vítor, 46m), Daniel Carriço, Bura e André Pinto; Stélvio, Romeu Ribeiro (Castro, 46m), Adrien (Ruben Lima, 77m); Yazalde (Ukra, 59m), Orlando Sá e Fábio Coentrão (Candeias, 67m).

FINLÂNDIA: Lehtovaara, Nikkari, Toivio, Vartto, Matila (Tanska, 60m), Kolehmainen, Virtanen, Ojala, Mannstromm, Riski e Kangaskolkka.