João Félix tem estado em destaque, mas Fernando Santos não lhe confere um estatuto especial ainda que o tenha chamado para os encontros com a Ucrânia e a Sérvia a contar para o apuramento para o próximo Campeonato da Europa.

Uma estreia na seleção principal, depois de 14 internacionalizações nos escalões de formação. «Vai encaixar como outro qualquer, não tem estatuto diferente. É mais um. Houve outros 15 que ficaram de fora. É um jogador igual aos outros», disse o selecionador.

Fernando Santos alertou que também Diogo Jota, do Wolverhampton se estreia, tal como Dyego Sousa e explicou as escolhas: «São opções normais e importantes para os conhecermos de perto. Há os que conhecemos bem por vê-los jogar, mas que não os conhecemos de perto, em treino e estágio.»