Hélio Sousa, selecionador nacional sub-20, em declarações à Federação Portuguesa de Futebol, no final da vitória por 3-0 sobre o Senegal no Mundial da categoria:
 
«A estreia foi o que nós desejávamos: era vencer. Tudo fizemos para vencer e conseguimos começar o jogo praticamente a ganhar. Com a atitude que colocámos em campo desde os primeiros segundos, tirámos a vantagem de condicionar o adversário desde esse momento.
 
A partir de determinado momento o Senegal, que é uma equipa forte e com bons jogadores, conseguiu criar-nos algumas dificuldades, mas nós adaptámo-nos e acabámos por passar por esse momento mais complicado do jogo da melhor maneira.
 
Na segunda tentámos fazer o segundo golo rapidamente, que era importante para a gestão do jogo ser diferente, numa prova curta como esta e com pouco tempo de descanso.
 
Podíamos ter marcado o segundo golo mais cedo e isso teria sido vantajoso. Não aconteceu assim e fomos à procura no momento.
 
Penso que nunca nos expusemos ao ponto de sofrer o golo, fomos fortes nesse sentido. Na parte final marcámos e conseguimos uma boa vitória, que permite espelhar melhor no resultado a superioridade que tivemos no jogo.
 
Havia alguma ansiedade pelo início da competição, depois de um estágio de três semanas, mas conseguimos transformar essa ansiedade em aspetos positivos, com uma atitude espetacular, na qual todos os jogadores têm tido um compromisso enorme com esta seleção.
 
Isso reflete-se em cada momento em que estamos juntos e refletiu-se também neste primeiro jogo. Qualquer jogador podia ser titular que me deixava descansado em relação à atitude que iria ter.»