Segundo revela o jornal «As», a opção para assinar com Neymar custava aos cofres do clube 60 mil euros. O diretor desportivo da altura, Carlos Martínez Albornoz, rejeitou essa possibilidade considerando que 60 mil euros era muito por um rapaz de 15 anos.

Alberto Giráldez, diretor das camadas jovens do Real Madrid, admitiu, em declarações à Cadena Ser, que se tratou de um «erro histórico».

«Poderia ter sido o Messi do Real Madrid», sublinhou. Agora, quando muito, poderá ser o «segundo Messi» do Barcelona...

Reportagem sobre o teste que Neymar fez no Real Madrid: