«As coisas que fazem com Simão só acontecem aos grandes jogadores. Mas é um grande profissional e vai, de certeza, fazer um bom jogo», antecipou o técnico espanhol, na antevisão do reencontro com os «leões».

Quique Flores espera «um Sporting diferente», a «criar muitos espaços» junto à sua defesa, pelo que o Atlético assume com «cautela» o jogo: «Esperamos sempre a melhor resposta da nossa equipa, mas nem sempre podemos jogar da forma que queremos. Não imagino um jogo de 90 minutos disputado sempre da mesma forma, vai haver momentos para tudo, para contra-atacar, para ter a bola, para estar no campo contrário, para estar mais recuado.»

Quique Flores admitiu fazer alterações ao onze da primeira mão, a saída de Forlán para a entrada de Jurado deve ser uma delas, mas assegurou que isso não mudará o estilo de jogo. «Contamos com alguns contratempos de jogadores que vamos perder nos próximos jogos, mas vamos entrar com tudo, até porque não podemos subestimar nenhum jogador. Para nós, não muda a ideia, se está Forlán e Kun ou Jurado e Kun, pois são na mesma avançados, jogadores que estão a fazer golos e o mais importante é manter a forma da equipa. Estou confiante que se tirar um ou outro jogador vamos manter a forma de jogar», argumentou.

Sobre o comentário do seu jogador Antonio López, de que a federação espanhola gostaria que o Atlético fosse eliminado por causa de agendar a final da Taça do Rei, Quique Flores disse ter mais em que pensar. «Alegro-me de ter muitas coisas importantes na cabeça, não tenho resposta, porque nem sequer pensei nisso.»