Vinícius Júnior chegou ao Real Madrid há dois anos e tem procurado consolidar o seu nome no futebol europeu desde então. 

Em 2018, a confirmação da transferência do avançado para os merengues foi um tema difícil de digerir, sobretudo porque houve quem não conseguisse entender como um jovem da favela chegou ao estrelato de forma tão precoce. «Alguns adeptos brasileiros têm problemas com o sucesso das pessoas», confessou Vinícius Jr. ao Yellow and Green Football.

Embora reconhecendo não gostar de recordar «esses maus momentos da carreira», o jogador do Real Madrid assumiu o desejo de ver «todos os brasileiros torcerem» por ele um dia.

O jogador de vinte anos estabeleceu mesmo uma comparação com Neymar, que recentemente esteve próximo de conquistar a Liga dos Campeões, em Lisboa, e assumiu ter ficado «muito feliz por ver que muitos brasileiros queriam que ele e o PSG ganhassem».

Desde os primeiros tempos em que envergou a camisola do Flamengo Vinícius deparou-se com insultos racistas. Hoje, sabendo do mediatismo e impacto que as suas ações têm, o brasileiro junta-se a movimentos que lutam pela igualdade racial, como aquele em que «os jogadores da NBA se recusaram a entrar em campo». «Foi um momento muito forte e faz com que as pessoas vejam o quanto nos importamos» com a luta contra as desigualdades raciais.

Embora os primeiros passos da sua carreira tenham sido dados num ambiente complicado, Vinícius destaca-se pela alegria com que joga e muitas vezes mostra nas redes sociais. Essa mesma alegria é levada para campo de braço dado com o foco. «Mesmo quando só ganhava um refrigerante depois do jogo de rua, estava concentrado. Agora que sustento minha família com isso, preciso investir ainda mais nisso», assumiu.

Em Madrid, Vinícius soma 69 jogos e nove golos pela equipa principal dos merengues.