adepto apaixonado do Futebol Clube do Porto

Manoel de Oliveira ao volante de um Ford V8-18



«Sempre fui um mau aluno e um excelente desportista»



Maisfutebol

«O Manoel de Oliveira foi sócio do Sport até morrer. O mais antigo, claro, e com a quotas em dia. É uma figura incontornável na nossa história, sobretudo por ter sido um praticante de grande ecletismo»

Foto de capa do livro «Manoel de Oliveira, Piloto de Automóveis», de José Barros Rodrigues

«Ele fez parte de uma pequena elite social que, inspirada na doutrina inglesa, praticou várias modalidades no início do século XX. Poucos saberão que, além de ter sido triplo campeão de salto à vara, foi trapezista na nossa primeira companhia de circo»

«O Manoel e o irmão dele, o Casimiro Oliveira, tinham um número de trapézio sem rede»«Atuou em várias salas importante do país, num período em que a cultura e o desporto eram coisas do diabo»

«É verdade, a Avenida das Tílias era o local predileto dele para correr e saltar. Manteve uma ligação fortíssima connosco até ao fim»

Trapezista, acrobata e campeão de automobilismo







«Ganhou várias corridas em representação do Sport»





Manoel de Oliveira a correr no Circuito de Vila Real



Stadium

«logo na volta seguinte, ultrapassa de novo Rayson, para assumir o comando da corrida até ao final»

A Canção de Lisboa

Manoel no filme A Canção de Lisboa (entre 1m30s e 2m30s):



Manoel de Oliveira faleceu neste 2 de abril de 2015, aos 106 anos«Ele dizia-nos sempre isto: ‘cheguei a velho porque fiz muito desporto no Sport Club do Porto’ (risos). Eu quero acreditar que isso é mesmo verdade»

Lista de filmes (longas-metragens) de Manoel de Oliveira:


































Curtas e médias metragens: