* Enviado-especial do Maisfutebol aos Jogos Olímpicos

Siga o autor no Twitter

Andy Murray revalidou o título de campeão olímpico de ténis ao vencer na final o argentino Juan Martin Del Potro, uma decisão no limite, que durou quatro horas.

Foi uma final épica, com ambiente a condizer nas bancadas, muito colorido pela multidão de adeptos argentinos que apoiava Del Potro.

Andy Murray entrou muito forte, mas Del Potro foi equilibrando as coisas. O britânico levou a melhor no primeiro set, por 7-5, o argentino reagiu no segundo e venceu por 6-4, ele que já na véspera tinha feito um jogo épico para chegar à decisão frente a Rafa Nadal, depois de já ter igualmente deixado pelo caminho no Rio o português João Sousa e ainda Novak Djokovic, número 1 do ranking mundial.

Murray voltou a impor-se no terceiro set, por 6-2, e os dois homens bateram-se até final num quarto set interminável, ambos até à exaustão. Acabou por levar a melhor Murray, por 7-5.

O escocês não escondeu as lágrimas no final, depois de trocar um cumprimento emotivo com Del Potro.