Desta vez, o irreverente avançado veio criticar não o Real Madrid, mas a forma de estar dos adeptos espanhóis, na sua globalidade. «Em Espanha, os adeptos vão ao futebol como se fossem ao teatro. Sentam-se tranquilamente à espera que comece o jogo e logo decidem se gostam ou não. Se não gostarem, assobiam. Não é como em Inglaterra ou no Brasil, onde dão ânimo o tempo todo. Aqui mesmo que não joguemos bem, se corrermos, somos aplaudidos», salientou o brasileiro.

Robinho diz que os adeptos ingleses são parecidos com os do seu país e «do tipo que agradam» ao jogador. O avançado, em contraponto às críticas aos fãs espanhóis, deixou muitos elogios a quem o apoia agora. «Os adeptos do City são especiais, claro. São os que seguem a minha equipa e em geral são os mais vibrantes», defendeu.