Maisfutebol

Romário vai regressar ao Brasil a 15 de dezembro, para o Vasco da Gama, clube que o tinha emprestado ao Arouca.

«Foi muito bom. Conheci e fiz vários amigos, aprendi muito. Vou regressar, mas espero que rapidamente possa voltar [à Europa] e fazer o que mais gosto. A passagem pelo Arouca não foi muito ‘estrela’. Agradeço a oportunidade e o carinho do clube e da direção», afirmou, citado pela agência Lusa.

Apesar de o clube se encontrar no 14.º lugar, Romário considera que «o Arouca tem uma boa equipa e um bom treinador», pelo que «tem condições para ficar na I Liga».

De regresso ao Brasil, Romário vai encontrar um Vasco da Gama despromovido do escalão maior do futebol brasileiro, algo que o avançado não vê com preocupação: «Acontece com qualquer clube. Agora é bola para a frente».

No último jogo do “Brasileirão”, entre o Vasco da Gama e Atlético Paranaense, vários adeptos ficaram feridos, após violentos confrontos nas bancadas, com Romário a criticar a atuação dos polícias, que falharam na prevenção e “na instalação de um cordão de segurança”, considerando este caso «serve de aprendizagem para a Copa».