Cristiano Ronaldo marcou dois golos e Higuaín repetiu a dose, contabilizando 22 na prova, menos três que Leo Messi. A equipa da casa reduziu perto do intervalo, num lance muito contestado por Iker Casillas, e fixou o resultado final na etapa complementar.

O primeiro golo do português foi apontado ao minuto 13, depois de ter sido assinalada uma mão de um jogador do Getafe à entrada da área. Cristiano Ronaldo encarregou-se de bater o livre. E ao seu estilo, num dos famosos livres «tomahawk», CR9 fuzilou a baliza adversária. Um remate colocado e um golo de belo efeito.

Gonzalo Higuaín comprovou o bom momento de forma com dois golos plenos de instinto, antes de nova bomba de Cristiano Ronaldo. Sob a direita, o português entrou na área em dribles, ganhou uma nesga de terreno e disparou sem hipóteses para hipóteses para o guarda-redes do Getafe.

Parejo, perto do intervalo, marcou o quinto golo de um jogo de loucos. O antigo jogador do Real Madrid disputou um lance duro com Casillas, ganhando a bola. O guardião merengue ficou no chão, a protestar, e Parejo aproveitou para balançar as redes. Ainda pediu desculpa, em vão.

Na segunda parte o ritmo de jogo abrandou. O Real Madrid limitou-se a controlar a vantagem alcançada na primeira parte. O Getafe conseguiu reduzir aos 80 minutos de jogo por intermédio de Pedro Leon, fixando o resultado final em 4-2. A luta pela Liga BBVA continua em aberto, com o Barcelona e o Real Madrid na frente da tabela. As duas equipas têm agora 71 pontos.

Veja os golos do Real Madrid:

[artigo actualizado]