O número 10 tem estado exímio na concretização de jogadas pelo ar, de cabeça, habilidade que tem tentado desenvolver. «Os golos têm saído da minha careca. Tenho treinado bastante esse aspecto este ano e parece estar a resultar», explica um animado e confiante Rooney.

Wayne, que já foi desafiado por Ferguson para tentar bater a marca dos 42 remates certeiros de Cristiano Ronaldo ao serviço do clube inglês, espera que os seus golos o ajudem a alcançar o estatuto do conceituado e histórico jogador do clube, David Beckham.

«O David foi um atleta exemplar e ficamos realmente contentes por tê-lo recebido aqui no jogo contra o Milan. Tenho muitos anos pela frente ainda, mas se conseguir obter o sucesso e estatuto que ele conseguiu alcançar aqui, ficarei muito contente.»