O internacional português, de 24 anos, é uma das individualidades convidadas pelo instituto público, que procurou em diferentes quadrantes da sociedade testemunhos reais de quem se afirmou através do talento e não da violência.

Ruben Amorim segue-se a Luís Boa Morte, avançado português do West Ham, nesta campanha, além de outras caras, como por exemplo Boss AC, referência nacional no Hip-Hop, ou a actriz Cláudia Semedo.